25 de fev de 2011

Maranhão lidera número de resgates em trabalho escravo nos últimos cinco anos

    De 2005 a 2010, mais de 17 mil trabalhadores foram resgatados em situações degradantes no país, segundo dados divulgados nesta quinta-feira,24, pelo MPT (Ministério Público do Trabalho).
    Os Estados com maior número de resgates são o Maranhão, com 3.920, e o Pará, com 2.500.
    Hoje, o procurador geral do Trabalho, Otavio Brito, lançou o projeto "Resgatando a Cidadania", que tem como objetivo reincluir no mercado trabalhadores submetidos a essas situações.
    "Queremos mostrar para a sociedade que discutir o trabalho escravo e erradicá-lo é uma prioridade", afirmou Débora Tito, da Conaete (Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo).
    A meta do projeto tem como base uma experiência positiva de um programa similar desenvolvido no Mato Grosso em 2008.
    O "Resgatando a Cidadania" terá início no Maranhão, mas a meta final é transformar a iniciativa em política pública de cada Estado que desenvolver o projeto.
    "Apesar do foco do projeto não ser a fiscalização de políticas públicas, o projeto trará esse fator como resultado", afirmou Brito.
    Os cursos de capacitação do projeto serão oferecidos e financiados por meio de parcerias firmadas com instituições governamentais ou privadas, além dos recursos advindos de indenizações e multas.
Da Folha de S. Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!